quarta-feira, março 01, 2006


Peixe-Boi: Mamífero aquático brasileiro mais ameaçado de extinção


Por Jaqueline B. Ramos*


As notícias mais recentes sobre a seca na Amazônia evidenciaram um problema que, infelizmente, já é antigo: o alto número de mortes de animais, entre eles o peixe-boi. Além da seca, da poluição e de outros problemas conseqüentes do desequilíbrio ambiental dos ecossistemas, outro grande inimigo do peixe-boi, que ainda o faz constar na lista de espécies brasileiras ameaçadas de extinção, é a caça predatória. Acredite ou não, ainda existem pessoas que caçam indiscriminadamente e de forma covarde esse animal para uso do couro, da gordura (para obtenção de óleo) e consumo da carne.

No Brasil existem dois tipos de peixe-boi: o amazônico, também conhecido como manati, e o marinho. O primeiro vive nas águas doces dos rios da bacia amazônica e o segundo no mar, nas regiões Norte e Nordeste. A caça desses animais é oficialmente proibida desde 1971, mas na prática ela ainda acontece (em algumas regiões da Amazônia a carne de peixe-boi é muito apreciada). E o pior: de uma forma muito cruel. Quando vai até a superfície para respirar ou se alimentar, os caçadores colocam rolhas nas narinas do peixe-boi com o intuito de sufocá-los. Normalmente o animal mergulha assustado e acaba morrendo afogado (se ficar na superfície, é morto a pauladas).

Leia a matéria completa.

*Matéria publicada no informativo do Instituto Ecológico Aqualung (edição 64 - janeiro/fevereiro 2006)

Um comentário:

Happiness is a Warm Gun disse...

Sempre uma boa leitura, Jackie. Estou cada vez mais ligada no meu planeta!! não duvide se eu começar a evitar carne. :)
Grande beijo e com muita, mas muita saudade,
Tati