terça-feira, março 11, 2008

Incentivo negativo

por Jaqueline B. Ramos*

O sagui-de-duas-cores, animal brasileiro ameaçado de extinção, é um dos que não necessitam mais de licença para serem pets no Reino Unido (foto: Dominic Wormell/BBC)
Em outubro de 2007, o Governo Britânico divulgou uma notícia que pode minar os esforços de combate ao tráfico de animais silvestres nos países que “abastecem” o comércio ilegal. Após avaliação e consultas técnicas, definiu-se que 33 animais silvestres, totalizando 120 diferentes espécies, não seriam perigosos o suficiente a ponto de necessitarem de licença para serem comprados como animais de estimação pelo público em geral. A decisão levou a uma mudança na lei de Animais Silvestres Perigosos (Dangerous Wild Animals – DWA Act, em inglês) e levantou questionamentos no próprio país.
Na prática, esta mudança significa que qualquer cidadão britânico pode ir a uma pet shop e comprar sagüis, micos, lemurs, pequenos felinos selvagens e até bichos-preguiça sem qualquer espécie de controle. O Departamento para Assuntos de Meio Ambiente, Alimentação e Rurais (DEFRA, em inglês), órgão governamental responsável pela aplicação da lei DWA, se defende das críticas afirmando que o critério seguido foi apenas o do quanto os animais são perigosos para o homem.

Leia a reportagem completa no site O ECO aqui.

* Publicado no site O ECO em 10/03/2008

3 comentários:

Fenridal disse...

See Here or Here

Akinogal disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Luiz Antonio Vieira Spinola disse...

Admirado pela sua consciência ambiental e pelo seu amor às formas de vida !!

O próprio nome do seu blog me chamou a atenção - Ambiemte-se - É que faço um trabalho nos grupos do Google com nome similar. São os Grupos-Ambiente. Um ambiente para cada ramo do conhecimento.

Resolvi convidá-la, em especial, para enviar seus trabalhos e artigos para os grupos relacionados ao que você escreve.

Para conhecer e participar, basta na pesquisa Google digitar :
"grupos-ambiente/pages",

Parabéns....e um abraço,

Luiz Spinola